[Tópico aberto] Tela 2K, leitor de impressão digital, som estéreo: você gostaria do “smartphone perfeito”?

punto_interrogativo

Neste 2014 vimos a apresentação oficial de muitos dispositivos, cada um com suas características e peculiaridades.

Sendo o sector móvel, que sempre rendeu muito bem às empresas ao criar excelentes receitas, a corrida pela supremacia está na ordem do dia e os produtores “desafiam-se” uns aos outros no domínio das inovações (ou inúteis) introduzidas.

Crescimento de vendas de smartphones

Vimos a introdução, por Vivo, do primeiro exiba 2K montado em um smartphone, notícias que a fizeram Xplay 3S objeto do hype de todos os entusiastas, roubando a cena do Oppo Find 7 que havia sido anunciado pela empresa como o primeiro smartphone equipado com a mesma peculiaridade, mas que depois foi derrotado, justamente, por Vivo.

Mas a diferença entre FULLHD e 2K, em uma tela de 5.5/6 polegadas é realmente apreciável ou é mais um exagero?

Na sua revisão do Meizu MX4 Pro, por exemplo, Mario destacou que essa diferença - em cortes de tela desse tipo - é dificilmente perceptível a olho nu.

Também assistimos a um regresso “lento” à adopção de leitores de impressões digitais, já presentes, na realidade, em alguns dispositivos mais antigos com Windows Mobile 5 e/ou 6 e em alguns feature phones chineses da era pré-expansão do Android e iOS. Durante este ano, o sensor biométrico foi adotado pela Huawei, Vivo, Meizu, passando também pelas grandes Apple e Samsung.

Outra tendência cada vez mais acentuada é a do aumento do tamanho dos displays e da redução da espessura do aparelho, combinação que muitas vezes afeta negativamente a ergonomia dos produtos, tornando-os muitas vezes escorregadios ou desconfortáveis ​​quando utilizados com uma só mão.

E como não falar na redução da capacidade das baterias de lítio que atuam como “combustível“Para esses dispositivos que são cada vez mais capazes de operar em todos os campos, tornando-se cada vez mais intensivos em energia nas operações de cálculo? Também esta tendência tornou-se uma constante, ou talvez deva dizer “especialmente esta”.

Este artigo quer tentar, junto com você, o ponto da situação do setor móvel colocando (e fazendo) algumas perguntas:

  1. O que é realmente necessário e o que, por outro lado, é uma boa especificação de hardware, mas poco funcional no uso diário?
  2. Qual é a especificação que você nunca desistiria?
  3. Finalmente, como você gostaria que fosse o seu “smartphone perfeito”?

Minha ideia de um "smartphone perfeito" seria: SoC 64-bit, 3GB di RAM, Tela 5 de polegada FULLHD, câmera traseira da 16 megapixel com flash LED duplo alto-falantes estéreo frontaiscompartimento auditivo com DAC dedicado, bateria de 3400mAh, Lollipop Android 5.0 AOSP (possivelmente um ROM CyanogenMod), design com casca em alumínio acetinado.

Agora cabe a você: conte-nos sua ideia nos comentários!

[ Através da ]