Após as acusações contra Huawei em vigor há meses, o Governo dos EUA está se preparando para iniciar uma investigação oficial para espionagem industrial. Apenas nos últimos dias, um funcionário da empresa foi preso na Polônia, sem considerar a prisão anterior do diretor financeiro Meng Wanzhou. Um clima cada vez mais tenso que levou ao proibição de dispositivos Huawei (e ZTE) para empresas americanas por um lado, enquanto no outro Huawei multando funcionários que usam iPhones.

LEIA TAMBÉM:
Huawei Mate 20 Pro: o "julgamento" do DxOMark está ao virar da esquina

O governo dos EUA está se preparando para lançar uma investigação contra a Huawei

Huawei

De acordo com as palavras do Wall Street Journal, o governo dos EUA está preparando uma queixa criminal sobre o roubo de segredos industriais. Estas preocupações Tappy, um robô usado pela T-Mobile para testar telefones: a empresa chinesa não apenas teria fotografado secretamente, mas também tentaria roubar partes dele no 2014 de um laboratório em Seattle. Uma ação que se seguiu à reclamação e à vitória do tribunal pela operadora americana, com uma compensação da Huawei de 4.8 milhões de dólares, uma pequena fração em comparação com o 500 milhões solicitado inicialmente.

Foi precisamente este caso que alertou os EUA, que nem sempre esteve em sintonia com a China, especialmente no setor de tecnologia. Uma disputa que durou por volta dos anos 10, ou desde que o Google foi "banido" pela China. Um tipo que é tocado progressivamente em todas as principais realidades americanas, como Facebook e subsidiárias.


Não perca nenhuma novidade em tempo real e as melhores ofertas dedicadas a Huawei no canal Telegrama dedicado!