Até mesmo a Huawei Itália acaba na lista de entidades dos EUA

logotipo da huawei

Era só uma questão de tempo e agora o que se suspeitava teria acontecido em breve. Como já sabemos há muito tempo, a principal divisão da Huawei acabou no infame Lista de entidades do Departamento de Comércio de EUA. Isso significava bloquear o marketing entre a empresa e todas as empresas dos EUA. Mas neste tipo de lista negra não era apenas a Huawei, mas também os vários ramos ligados a ela. Também aparecem na lista agora Huawei Itália, bem comoinstituto de pesquisa que é baseado em Milão, ambos incluídos nas novas empresas 46 incluídas nele.

LEIA TAMBÉM:
Xiaomi desacelera no Q2 2019: é tudo culpa da Huawei?

A Huawei Italia também foi incluída na lista de entidades dos EUA

lista de entidade huawei itália

Não houve escassez de contra-respostas da Huawei, que afirmou o seguinte: "A Huawei se opõe à decisão do Departamento de Comércio dos Estados Unidos de adicionar mais agências 46 à chamada Lista de Entidades. A decisão, neste momento específico, tem motivações políticas e nada tem a ver com a segurança nacional. Tais ações violam os princípios básicos da livre concorrência no mercado e não respondem ao interesse de ninguém, nem mesmo às empresas americanas. Tentativas de danificar a Huawei não ajudarão os Estados Unidos a obter liderança tecnológica.".

À luz dos fatos, o que acontecerá agora? Não muito, já que faz apenas alguns dias 90 dias de extensão renovada. Até novembro, portanto, a Huawei e todas as várias divisões poderão manter relações comerciais com seus parceiros nos EUA. Mas a situação continua espinhosa, com o próprio Donald Trump dizendo que queria afaste-se da Huawei.


Não perca nenhuma novidade em tempo real e as melhores ofertas dedicadas a Huawei no canal Telegram dedicado!