Xiaomi, OPPO, Vivo e a Apple aumentam os preços na Índia: eis o porquê

xiaomi mi loja xiaomi express

A partir de hoje, 1º de abril, o preço dos smartphones aumenta Xiaomi, OPPO, Vivo ed Apple na Índia. Não, este não é o primeiro de abril, mas as notícias que vêm diretamente dos gerentes das várias empresas. A razão por trás dessa decisão é mencionada em breve: há algum tempo há um ar tempestuoso devido ao aumento da Taxa GST indiana (Imposto sobre Bens e Serviços), que entraria em vigor hoje. Mas o que é e por que os fabricantes de smartphones reagiram dessa maneira?

Xiaomi, OPPO, Vivo e Apple, aumento dos preços de smartphones na Índia: o que está acontecendo

O imposto dedicado a Bens e Serviços é um imposto de consumo usado na Índia e entrou em vigor em 2017. Bem, a partir de 1º de abril, o Taxa GST dedicata agli smartphones passou de 12% para 18% e já nas semanas anteriores não faltava polêmica. De acordo com vários fabricantes - incluindo a Xiaomi, por meio de Manu Kumar -, essa ação aniquilará a indústria do setor e pediu em voz alta que reconsiderasse a coisa. O aumento do imposto, juntamente com as limitações decorrentes da emergência do Coronavírus e a perda de pontos da rupia em relação ao dólar, certamente será um golpe.

Apesar das recomendações, hoje o GST entrou em vigor e várias marcas anunciaram (necessariamente) aumento de preços para smartphones. Destes, obviamente Xiaomi, que continuará a seguir a política de lucro de 5%. Juntamente com a casa chinesa, os compatriotas OPPO e Vivo: ambas as marcas atualizaram as respetivas tabelas de preços e há um aumento de cerca de 2.000 rúpias (equivalente a 24€ ao câmbio atual). No caso da Apple - também unida em termos de aumentos - registam-se preços ligeiramente superiores, cerca de 4.000 rúpias (48€ ao câmbio).

⭐️ Descubra o novo folheto semanal da GizChina com ofertas exclusivas e cupons sempre diferentes.