EUA novamente contra DJI: "É um Huawei com asas"

drone dji

Entre as empresas chinesas envolvidas na disputa entre EUA vs China também aparece DJI, o famoso fabricante de drones. Talvez nem todos saibam que a sigla significa "Da-Jiang Innovations", Praticamente a romanização do nome original"DJI Innovation", Traduzível em"grandes inovações de fronteira" Como muitas empresas de tecnologia, a DJI também nasceu na região de Guangdong, na região de Shenzhen, de onde vem grande parte da tecnologia global. Mas o simples fato de ser uma empresa chinesa não é o motivo pelo qual os Estados Unidos decidiram colocá-la em ação.

Se você se lembra, no final de 2020, o banir EUA vs DJI, inserindo-o na infame Lista de Entidades junto com marcas como Huawei e ZTE. Mas as disputas com os Estados Unidos já haviam começado em 2017, quando os militares americanos tentaram proibir seu uso por "razões de segurança". Entre 2017 e 2020, chegaram mais relatórios nos quais DJI foi acusado de transferir dados adquiridos de drones para servidores chineses. Aqui, então, que há cerca de um ano o Departamento de Comércio decidiu incluir DJI na lista negra do Bureau of Industry and Security.

A proibição dos EUA contra DJI corre o risco de se tornar ainda mais rigorosa

A inclusão do DJI na Lista de Entidades foi seguida por uma ordem executiva da então presidência de Trump proibindo o uso de drones chineses pelo governo dos Estados Unidos. Com a sucessão da presidência de Biden, questionava-se se algo mudaria, mas aparentemente a posição dos EUA permanece a mesma. Vimos isso com a Huawei, com grandes investimentos para expulsá-la das redes nacionais e pressionar por empurrar a Europa para fazer o mesmo. E vimos isso com as discussões em torno da possibilidade de infligir o proibição também de honra.

drone dji

E mesmo que não tenhamos ouvido falar da questão DJI por meses, recentemente Brendan Carr, um membro do FCC, apresentou a possibilidade de que o banimento diventi mais rigorosas. Chamando-a de "uma Huawei com asas", ele ressaltou que a empresa é uma ameaça à segurança nacional e que o equipamento DJI não deve ser comprado com dinheiro federal. As acusações contra DJI falam do suposto coleta de grandes quantidades de dados sobre a população americana, incluindo "imagens de alto risco, reconhecimento facial, temperatura corporal e frequência cardíaca" Toda uma série de dados que poderiam ser usados ​​ilegitimamente pelo Partido Comunista Chinês, de acordo com suas afirmações.

A essas acusações somam-se os alegados violação dos direitos humanos o que fez com que o governo dos EUA decidisse adicionar DJI à Lista de Entidades. Refiro-me à acusação de que drones DJI são usados ​​pelo governo chinês para vigilância da etnia dos uigures na região de Xinjiang. Uma teoria na qual estariam envolvidos também Huawei e Hikvision, acusado de ter implementado um sistema de reconhecimento facial o que ajudaria o governo chinês a identificar os uigures. A proposta da FCC faz parte do Equipment Act 2021, um projeto de lei republicano que proibiria o financiamento para a compra de produtos de empresas proibidas.

⭐️ Descubra o novo folheto semanal da GizChina com ofertas exclusivas e cupons sempre diferentes.