Proscênico

Revisão do ZTE Axon 30 5G: agora a câmera é REALMENTE INVISÍVEL!

Sabemos que a ZTE sempre esteve um passo à frente da maioria da concorrência por anos e já conversamos sobre isso; Na verdade, a ZTE é um dos fabricantes mais inovadores no setor de telefonia móvel, muitas vezes o primeiro a introduzir novas tecnologias que foram então “copiadas” e aprimoradas por outras empresas também.

Hoje estou falando sobre o ZTE AXON 30 5G, um produto que nasce após um axônio 20 inovador porque o primeiro smartphone com uma câmera frontal “invisível” sob a tela: agora a tecnologia está mais madura e você dificilmente vai notar a presença da câmera, mas não é a única melhoria que vem.

Avaliação do ZTE Axon 30 5G

Design e Materiais

Eu estava um pouco magoado, devo admitir, mas a maior parte doAxon 30 5G da ZTE é feito de plástico; A ZTE o define como "material polimérico 3D" e muitas outras frases marcantes, mas é plástico, nada mais, nada menos. Tudo isso contribui para torná-lo extremamente leve quando se pensa nas dimensões generosas: apenas 189 gramas, bem balanceados em todo o smartphone que, por outro lado, é bem manuseado e utilizado com conforto.

Agradáveis ​​ao toque e também aos olhos são as bordas curvas na parte de trás do smartphone; favorecer um boa aderência e criar um belo efeito ótico nas costas que certamente não passará despercebido, graças à textura particular onde se pode ler o nome AXON.

Característica também é a integração da câmera: aqui encontramos uma espécie de "passo duplo" onde na primeira estão as três câmeras "secundárias" e as Flash LED, e na segunda um pouco mais saliente (eles têm apenas 2 mm, provavelmente, mas você pode notar!) está a câmera principal de 64MP.

Não poderia haver um sensor biométrico sob a tela que acabou sendo preciso e confiável; Também configurei um desbloqueio facial para acelerar ainda mais o desbloqueio e reduzir a praticamente zero os casos em que não consigo desbloquear o smartphone "rapidamente".

Logicamente, o que mais se destaca é a “evidente” ausência de uma câmera selfie na parte frontal do aparelho: aqui ZTE fez um ótimo trabalho em termos de ocultação de câmera, amadurecendo a tecnologia prevista no ano passado e, de fato, colocando diante de nós uma câmera verdadeiramente imperceptível senão com a tela apagada e retroiluminada, onde enxergar fica um pouco mais fácil.

Quanto ao equipamento, o volume rocker está presente no lado direito assim como o botão liga / desliga e desbloqueio, na parte inferior ao invés encontramos o conector Type-C para carregar, o slot SIM (também combinado com MicroSD para a expansão do memória) e o alto-falante apenas Mono. Ausência de várias certificações de resistência à água e poeira.

Ecrã

Entre as inovações mais consistentes introduzidas em comparação com o modelo do ano passado, encontramos a frequência de atualização de até 120Hz, o que melhora ainda mais um painel já excelente OLED de 6.92 ″ polegadas e resolução de 1080 2460 pixels x; Infelizmente, não há compatibilidade com HDR 10, o que é cada vez mais comum em smartphones nessa faixa de preço.

Quanto à qualidade da tela, é bom poco colocar preto no branco; as cores são boas, às vezes podem ser muito frias mas não há nada que não possa ser resolvido através dos vários menus de configuração. O gerenciamento da taxa de atualização da tela não é otimizado da melhor maneira: a seleção obviamente se preocupa entre 60 e 120 Hz bem como um modo automático

O maior trabalho, para ser honesto, é oA capacidade da ZTE de projetar uma solução melhor do que no ano passado para esconder a câmera selfie; aqui a empresa chinesa utilizou 7 camadas diferentes para obter um excelente resultado, pelo menos a nível estético.

Em comparação com a geração anterior, o algoritmo foi aprimorado e permite que a parte da tela ao redor da câmera se adapte mais rapidamente às mudanças de luz na tela: agora você pode identificar a lente de selfie apenas na luz de fundo e apenas se o smartphone estiver mostrando um completamente branco, mas mesmo nesses casos extremos você notará a câmera se e somente se estiver ciente de sua presença. Garantido.

Hardware e Performance

A alma que move todo este ZTE Axon 30 5G é ela Qualcomm Snapdragon 870, uma solução Octa-Core bastante difundida e já vista em muitos outros smartphones em circulação; memória RAM em dois cortes, de 8 ou 12 GB (o meu tem 8 GB) o GPU é um Adreno 650 com clock de 670 MHz enquanto a memória interna do UFS 3.1 pode ser de 128 e 256 GB.

No uso diário, tudo se traduz em excelente desempenho, com poucos rivais (senão alguns smartphones mais recentes ou com Snap 888): nos jogos você sempre pode obter uma fluidez excepcional, e nas operações do dia a dia, da mesma forma que é difícil colocá-lo dificuldade.

O gerenciamento de temperatura também é impecável e mesmo em situações difíceis o smartphone não esquenta tanto. O setor de conectividade também é bom: ZTE Axon 30, como o nome indica, é compatível com redes 5G, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.1 e saída de vídeo via porta USB-C; apresentarfinalmente também NFC para pagamentos via Google Pay.

câmera

Quanto aos equipamentos de sensores fotográficos, ZTE AXON 30 5G está bem organizado: o sensor principal de 64MP f / 1.8 realiza boas fotos em geral, especialmente em boas condições de luz ao anoitecer, graças à otimização do software com o modo noturno, que consegue trazer resultados decentes para casa e no auge dos concorrentes.

La a câmera grande angular tem 8 MP f / 2.2: este consegue dar um pouco menos de imagens dignas de nota, mas no geral durante o dia os resultados são aceitáveis ​​enquanto à noite nada mais do que uma passagem completa. Finalmente, há espaço para dois Câmeras macro de 5 MP f / 2.4 e profundidade de 2 MP f / 2.4, como sempre presente, mas nada de relevante, um pouco como todos os smartphones em circulação.

Tenho a certeza que o que espera é a resposta da câmara escondida por baixo do ecrã: começo por te dizer que o progresso em termos de estética e integração, em comparação com a última geração, está aí e é evidente, isso é com certeza. O progresso não é claro, porém, no que diz respeito à definição das fotos que o smartphone tira, totalmente longe da concorrência (mesmo em faixas de preços mais baixas): definitivamente não é um smartphone para selfies, as fotos tiradas sempre têm reflexos que tendem para branco ao redor dos rostos quase como se as lentes estivessem constantemente sujas. Nada bom.

Os vídeos podem ser gravados até 4K é 60fps, boa estabilização eletrônica da câmara principal; a câmara anterior, por outro lado, registra o máximo em FullHD para 30fps e em termos de qualidade, segue-se o que foi dito para o departamento de fotografia.

Software

Um aspecto onde os fabricantes parecem todos (ou quase) ir na mesma direção é a simplificação da interface gráfica, cada vez mais semelhante e próxima às diretrizes do Android puro. É o exemplo Meu OS 11 baseado no Android 11 que encontramos neste Axon 30 5G.

L'GUI é muito simples, não há problemas de qualquer tipo com as traduções e existem alguns aplicativos do Google como padrão, por exemplo o discador do telefone, contatos, mensagens e poco de outros. Algumas adições do fabricante, mas não vejo isso como negativo; entre os complementos, destaca-se a função Z-POP, que permite criar uma espécie de botão virtual e personalizável com um ou mais dos atalhos mais utilizados (screenshot, back ou outro).

Liberdade

Certamente não é um dragão em termos de autonomia, mas é o preço (caro) a pagar na presença de um desenho cuidadoso e baixo peso; ZTE na verdade, ele usa um 4200 mAh que garante ao smartphone uma autonomia de poco menos de um dia de uso estressante.

É diferente se usarmos o smartphone com display ajustado em 60Hz, nesse caso podemos completar o dia sem maiores dificuldades. O modo de economia de bateria também acaba sendo um bom aliado mesmo que, infelizmente, você corra o risco de perder algumas notificações já que o software "kila" os aplicativos em segundo plano para economizar energia, e nem todas as notificações puderam ser relatadas.

Nota de mérito, no entanto, é a velocidade de carregamento: com a fonte de alimentação de 65W na embalagem ZTE AXON 30 5G consegue cobrar de 0 a 100% em cerca de 45 minutos, nada mal!

Reflexões finais e preço

O que, então, no final da revisão do ZTE Axon 30 5G? O discurso, sem dúvida, deve começar pelo preço. Na verdade, comprá-lo em Amazon ao preço de 349€ para a versão 8/128 GB, verificando o cupom na página do produto, você encontra em suas mãos um smartphone quase completo em termos de desempenho e hardware, com uma peculiaridade não encontrada facilmente nessas figuras, como a tela totalmente clara da câmera selfie e, portanto, podemos dizer que sim, em seu contexto geral este modelo pode ser a solução para muitos usuários.

NB Se você não vir o link corretamente, recomendamos que você desative o AdBlock.

⭐️ Descubra o novo folheto semanal da GizChina com ofertas exclusivas e cupons sempre diferentes.
Honrar